segunda-feira, 2 de março de 2009

Hortinha Aromática... O Inicio

Pois bem está decidido... Tenho que plantar as minhas ervas aromáticas, pelo menos aquelas que mais dificuldade tenho de comprar, aquelas que quando encontro tenho dificuldade de gastar toda a quantidade vendida no seu tempo útil de utilização acabando muitas vezes, para minha tristeza, no lixo e sem duvida aquelas que adorava ter sempre á mão para enriquecer aquele pratinho tão simples dando lhe um toque mágico.
Por isso decidi que vou ter a minha hortinha aromática.
Confesso que ainda não sei bem como, moro num apartamento sem varanda mas como o meu lema é : querer é poder vou pesquisar e chegar lá ... vou mesmo.
Para tal o primeiro passo vai ser pesquisar sobre as plantinhas que quero plantar, o que são, como poderei usá-las e como planta-las e manter-las.
Por ultimo é meter as mãos na massa, isto é, na terra e cuidar com amor, carinho e claro rezar também pode ser que ajude....
Entretanto, prometo que todo o processo passará por aqui. Desde o inicio da pesquisa até á alegria do sucesso... pois acreditem que vai ser um sucesso...

Vamos á pesquisa:

As plantinhas a plantar ... primeira

Manjericão
O manjericão é um arbusto pequeno, muito ramificado e perfumado. Na sua família existem muitos tipos: o alfavacão, o manjericão de folha larga, o de folha miúda, também chamado de basilicão e o de folhas roxas. Todos eles têm os mesmos princípios ativos. A diferença está no sabor mais ou menos activo.

Uso medicinal

O Manjericão favorece aos que têm digestão difícil, gazes, azia, dores de cabeça em consequência de alimentação pesada ou inadequada. Facilita o funcionamento dos intestinos e é diurético.
É bom para tosses, vómitos e mau hálito.

Pode ser utilizado também como repelente de insectos.

Uso culinário

A parte usada são as folhas. Use no tempero de carnes, molhos de tomate, peixes e aves. Deve ser utilizado fresco, pois quando seco perde o aroma das folhas. Aromatiza e dá sabor aos pratos, sendo um ingrediente muito utilizado em pizzas. É recomendável utilizar sempre ao fim do cozimento para manter o sabor de suas folhas.
Para conservar esse tempero é possível colocar as folhas em recipiente imersa em óleo comestível.
Uma forma muito eficaz de ter sempre á mão manjericão fresco é colocar as folhas num frasco de vidro hermeticamente fechado e guardá-lo no congelador.

Cultivo

Prefere o clima quente e locais sombreados, com muita luz natural mas sem incidência solar directa. Regar quando o solo estiver seco. O solo deve ser, bem drenado e rico em matéria orgânica. Adubar periodicamente. A propagação faz-se por sementes na primavera ou por estacas de galho o ano todo.

Curiosidades

O manjericão age como pacificador e integrador na família..
Ele transmuta a nossa energia agressiva, transformando-a em vontade e força para brigar por coisas mais importantes como metas e ideais. Ajuda a brigar pela vida e pelas coisas que nós queremos.

2 comentários:

Margarida disse...

Uma hortinha em casa dá imenso jeito! Eu tenho a sorte de ter um quintal grande com um canteiro que mandei fazer propositadamente para isso. Comecei com salsa, coentros, salvia e hortelã. Depois coloquei manjericão e poejo. Agora já tenho rúcola, alfaces, cebolinho, couve-flor e abóbora. Estou expectante porque nunca plantei nada e de repente tenho uma horta. : ) A rúcola está a crescer muito bem, bem como tudo o resto. Só o manjericão é que morreu queimado pelo sol. Vou ver se arranjo outro e vou colocá-lo num vaso à sombra porque ele não quer a luz directa do sol.
O meu pé de coentros já atingiu o meio metro e já dei a tanta gente.. E ele continua a crescer. : )
Boa sorte com a tua hortinha!
beijinhos

ameixa seca disse...

O manjerição cresce bem em vaso desde que apanhe luz perto de uma janela. O meu plantei-o o ano passado num canteiro e as lagartas deram-me cabo dele e da hortelã. No início da primavera vou plantar outra vez e ver o que acontece :) Boa sorte!