segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Fomos de Fim de Semana

Como diz o velho proverbio: " O que é bom acaba depressa..."

E assim foi !!!

Este fim de semana, eu , o meu marido e um casal amigo, resolvemos fazer uma escapadinha para recuperar forças e carregar baterias. A escolha foi a região do Alentejo, mais precisamente o distrito de Évora. .

Sexta feira á noite partimos em direcção a Vendas Novas, onde ficamos alojados na Albergaria Acez.







Uma albergaria simpática, quatro estrelas bem decorada, que só ficou a pecar pelo serviço de pequeno almoço que não foi dos melhores, ficando assim classificado por nós com nota média.


No sábado, aproveitamos a manhã para dar um passeio por Vendas Novas, ficamos a saber que o nome do povoado terá provavelmente origem nas construções - "Estalagens" ou "Vendas", que por serem de recente construção, eram novas, denominadas pelos viajantes como "as Vendas Novas".


Conhecemos alguns locais de Interesse Turístico, a Escola Prática de Artilharia, com Museus interior e ao ar livre,a Capela Real e o Palácio Real (Séc. XVIII), o Chafariz Real e o Jardim do Bairro José Saramago.






A seguir , visitamos a Quinta Courela da Chaminé, situada perto de Vendas Novas, onde tivemos o prazer de não só ver os cavalos, como também tivemos a oportunidade de ter uma pequena aula de equitação.



Adoramos e certamente vamos repetir !!!




Depois de almoçarmos em Montemor, seguimos para a bonita cidade de Évora.


Évora está situada no Alentejo (sul de Portugal), a uma distancia de cerca de 130 km de Lisboa. A parte entre muralhas conserva bastantes traços dos seus tempos mais antigos, incluindo monumentos de várias épocas: o Templo de Diana, a Catedral de Santa Maria, o Museu da Cidade, o Convento de São João Evangelista, onde se situa a Pousada dos Lóios,o Palácio de Duques de Cadaval, a Universidade de Évora, a Igreja da Misericórdia e muitos outros.
O centro histórico de Évora faz parte da lista da UNESCO das cidades património mundial e quanto a nós bem merecido , pois de uma enorme beleza com um carácter histórico bem acentuado.

Da gastronomia o que dizer desta região ? Bem, a única coisa que eu sei é que não dá para estar de dieta.
A Cozinha Tradicional tem por base a carne de porco e de borrego, azeite, o pão, as ervas aromáticas dos campos que tornam rica e imaginativa a sua cozinha e que dão vida à açorda, ao ensopada de borrego, à sopa de cação e aos pratos de caça.
Os doces, como não podia deixar de ser de uma tradição conventual, sendo a sua doçaria à base de ovos, amêndoas e gila - pão de rala, encharcadas, barrigas de freira.
Não há quem resista!!!

Como não existe fim de semana anti-stress sem estarmos em contacto com o mar, pelo menos na nossa opinião, no domingo, seguimos em direcção a Setúbal onde aproveitamos para ir dar um passeio á beira mar no Portinho da Arrábida.
Aproveitamos ainda para almoçar em Setúbal, dar um pequeno passeio pelo centro e ao fim da tarde regressarmos a casa... sim que isto de passar o fim de semana sem filhos é bom, mas a verdade é que no fim estamos desejosos de regressar para juntos de ele.
Quero deixar uma enorme beijoca aos meus amigos (Sandra e João) que foram sempre uma óptima companhia que contribuíram para o excelente fim de semana.


São fins de semana assim que contribuem sem dúvida para .... As coisas boas da vida!!!







Sem comentários: